A Revolução Industrial e a “descoberta” da potência.

  Foi com a mecanização das indústrias promovida pela Revolução Industrial na segunda metade do século XVII, devido a uma fase de grandes turbulências na época, que James Watt (1736-1819) resolveu criar uma “noção” de potência. Essa noção - como já foi postado aqui -, avaliava o desempenho de produção das máquinas. O tipo de máquina que foi utilizado foi uma máquina térmica.

  A partir de uma criação de uma bomba que retirava águas das minas de carvão, foi que Watt começou a observar mais profundamente o conceito físico de potência. Logo, ele começou a analisar a capacidade de executar algumas tarefas das maquinas a cavalo.

  A oferta de emprego para a população operária daquela época, tinha sido bastante reduzida, devido ao avanço das máquinas, que passaram a ser a vapor. Foi então que Ned Ludd, resolveu criar uma manifestação, posteriormente conhecida como ludismo.

A população operária que aderiu ao ludismo, desejava um estilo de vida mais folgado e autônomo. Eles queriam destruir todo o maquinário a vapor, de forma violenta ou não. Segundo eles, essas máquinas foram as únicas responsáveis pelo crescente desemprego da época.

                           

  James Watt, não foi o único que contribuiu para a revolução industrial. Vários pesquisadores e inventores da Grã-Bretanha, também propiciaram o avanço científico e tecnológico, gerador da Revolução.

  Por: Bruno Guerra.


 Fontes: Portal São Francisco.
             Pessoal. Educacional.
             História do Mundo.
             Algo Sobre.
             Cefet - Sp.